Biossegurança:
Monsanto e Basf anunciam novo milho tolerante à seca

Bloomberg
10/06/2009
A americana Monsanto e a alemã Basf anunciaram que criaram a primeira variedade de milho resistente à seca para venda comercial. O feito foi possível, segundo as empresas, pelo acréscimo do gene de uma bactéria (o cspB da bactéria Bacillus subtilis) ao cromossomo da planta.

A técnica permite que os pés de milho continuem crescendo e se desenvolvendo em condições de suprimento de água impróprio, protegendo a produtividade dos agricultores, sempre conforme as empresas. As sementes de milho com essa propriedade deverão ser comercializadas até 2012 nos Estados Unidos e no Canadá, mediante aprovação dos órgãos reguladores.

O milho tolerante à seca é o primeiro produto resultante da parceria, firmada em 2007, entre Basf, maior empresa mundial de produtos químicos, e a Monsanto, líder em sementes transgênicas. As empresas vão gastar US$ 1,5 bilhão em pesquisa em desgaste das plantas durante uma década e estão submetendo a testes de campo uma segunda geração de pés de milho tolerante à seca.

Cerca de 4 milhões a 5,3 milhões de hectares de terras agricultáveis dos Estados Unidos são afetados por uma seca no mínimo leve a cada ano, informaram as companhias. Os testes de campo na porção oeste das Grandes Planícies demonstraram que as novas sementes beneficiaram a produtividade em 6% a 10%, ou em até 62,77 quilos por hectare.

As multinacionais já estão tentando obter permissão para os agricultores remeterem as plantas modificadas para México, União Europeia (UE) e Colômbia, e novos pedidos devem se seguir.