Novos investimentos para gerar empregos

Secretário de Desenvolvimento aponta prioridades em Minas

 
 
   
Sérgio Barroso e Aécio Neves: experiência para a gestão estadual


BH – O novo secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Sérgio Barroso, afirmou que a atração de investimentos e de projetos que agreguem valor ao parque industrial de Minas e aos segmentos do comércio e serviço é o seu maior objetivo à frente da pasta. Mineiro de Cipotânea, ele foi empossado ontem, em solenidade no Palácio da Liberdade, pelo governador Aécio Neves.

Barroso tem larga experiência na iniciativa privada, tendo sido o primeiro brasileiro a ocupar a presidência da Cargill, depois de integrar os quadros da Light e da Bunge. Para o governador, a trajetória do novo secretário o qualifica para estar à frente dos mais importantes projetos e programas econômicos desenvolvidos no Estado.
 
“Você traz agora essa experiência do setor privado para o núcleo do nosso corpo gerencial. Se Minas hoje cresce, atrai investimentos em volumes históricos, não tenho dúvidas que a sua presença reflete a renovação da nossa equipe, a continuidade dos mesmos projetos, da mesma postura, a manutenção dos valores éticos e da transparência na administração dos recursos públicos que nos marcaram até aqui”, afirmou o governador, em seu pronunciamento.

Para Aécio Neves, junto ao modelo de gestão pública implantado em Minas, a experiência de Barroso será fundamental para o enfrentamento e superação das dificuldades impostas pela crise financeira internacional.
      
Confiança
Para Sérgio Barroso, a atração de novos investimentos e projetos para o parque industrial do Estado passa pela implantação do Aeroporto Industrial em Confins, cujas obras estão em andamento, e pela expansão do Vetor Norte de Belo Horizonte, região onde está sendo construído o novo Centro Administrativo do Governo de Minas. Barroso disse que já iniciou contato com empresários dentro e fora do País.

Barroso vê na gestão pública implantada em Minas um fator positivo para atração de investimentos, principalmente em momentos de crise como a que o mundo atravessa atualmente. “Acho que Minas hoje, com a gestão que tem, com a direção corporativa, é um Estado que recebe muita atenção dos investidores porque eles sabem que, vindo para cá, vão ter assistência, apoio e principalmente vão ter uma administração muito eficiente para ajudá-los nos investimentos”, argumentou.