BB: Novo concurso em diversos estados. 2º grau. R$1.778

28/01/09, 10h04

Quem possui o nível médio ou está concluindo-o este ano e sonha trabalhar no Banco do Brasil, uma das principais empresas do país, terá, a partir de julho, a oportunidade de participar do concurso para escriturário, no Rio de Janeiro. Mas, para que o sonho se torne realidade, é preciso dedicar-se aos estudos e iniciar a preparação dede já. Essa recomendação é de professores especialistas e também de pessoas que foram classificadas em concursos anteriores e que já estão trabalhando no BB (veja depoimentos nesta página).

E um dos atrativos do banco, além da remuneração de R$1.801,80, é a política de benefícios (que inclui participação nos lucros da empresa, paga em duas parcelas anuais) e de valorização dos funcionários.”O banco dá muitas garantias aos seus funcionários. O BB tem aposentadoria privada, plano de saúde, vale-transporte, vale- alimentação, auxílio-creche, além de dar um auxílio financeiro para os funcionários se especializarem, fazerem cursos de pós-graduação”, diz o presidente da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB) Niterói, Sérgio Werneck.

Como o banco está em franca expansão, tendo inclusive comprado o Banco do Estado do Piauí (BEP), o Banco do Estado de Santa Catarina (Besc) a Nossa Caixa, será primordial uma reoxigenação no quadro de pessoal para se expandir. Por isso, a expectativa é de que muitas convocações ocorram durante o prazo de validade, a exemplo do que vem acontecendo na seleção de 2007 para o Estado do Rio de Janeiro, onde já foram convocados 443 dos 2.510 aprovados.

Como o prazo de validade do atual concurso encerra-se no dia 17 de outubro, o BB precisa formar um novo cadastro de reserva para repor pessoal, em caso de abertura de novas agências, aposentadorias e desligamentos.

Nos últimos concursos para escriturário do BB, promovidos em 2008 para os estados da Bahia (apenas Salvador), Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo (região metropolitana) e Tocantins, bem como para o Distrito Federal, os concursandos fizeram apenas uma prova objetiva com 150 questões, sendo 70 de Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, Atualidades, Matemática e Raciocínio Lógico) e 80 de Conhecimentos Específicos (Conhecimentos Gerais de Informática, Atendimento e Conhecimentos Bancários).

Na ocasião, a pontuação foi a seguinte: um ponto, em caso de resposta correta; menos um, em caso de resposta errada; e zero, em caso de resposta em branco ou dupla marcação. Para ser aprovado, foi necessário obter, pelo menos, 14 pontos em Conhecimentos Básicos, 24 em Específicos e 45 no conjunto das avaliações. As validades dessas seleções, que foram organizadas pelo Cespe/UnB, se encerram apenas no ano de 2010.